Keurig Kold-máquina-coca-cola-01

A Keurig é a polêmica fabricante de cafeteiras que colocou um sistema de DRM que obrigava o uso exclusivo das suas cápsulas. Isso gerou críticas dos usuários que hackearam o sistema. Agora, temos a Keurig Kold, que no lugar de café serve diferentes tipos de refrigerantes da Coca-Cola.

A empresa trabalhou em parceria com a Coca-Cola por anos nesse dispenser de refrigerantes, que dispensam o uso dos tradicionais depósitos de CO2 que gera o gás, utilizado nas máquinas industriais utilizadas em bares e restaurantes. As cápsulas já contam com todos os componentes para produzir a bebida: tanto o xarope como o sabor em questão e a carbonação que proporciona as borbulhas da bebida estão no cartucho.

Keurig Kold-máquina-coca-cola-02

O processo completo de produção da bebida, incluindo a de esfriar a água a 6.6 ºC, leva aproximadamente um minuto, e além de você poder produzir em casa a Coca-Cola e a Fanta de toda vida, também é possível obter Sprite, Dr. Pepper, Canada Dry e outras marcas genéricas da Keurig. Também há a opção de no futuro o produto ser compatível com cápsulas para coquetéis.

O grande problema desse produto é  o preço: a Keurig Kold custa US$ 370, mais US$ 5 por cada pack com quatro cápsulas, onde cada uma produz um copo de 236 ml de bebida. Levando em conta quanto custa uma garrafa de 2 litros de refrigerante (no dólar de hoje, em média, US$ 1.50), a relação custo-benefício desse produto não é das melhores.

Via Gizmodo