O Japão vai contar com um sistema de reconhecimento facial para os mais de 300 mil envolvidos nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020.

A NEC apresentou a sua tecnologia que será adotada no evento. O NeoFace é o motor de inteligência artificial que faz parte da tecnologia própria de autenticação biométrica Bio-IDiom, e o mecanismo de reconhecimento vai trabalhar com um cartão com um chip IC que recebe as informações do rosto.

A demonstração da NEC mostra que a pessoa que tenta passar com um cartão que não é seu não poderá entrar nas dependências esportivas. A complexidade aqui está nas diferentes características físicas entre os envolvidos. O sistema funcionou com muitas pessoas em movimento, que mostravam a foto correspondente ao cartão quase ao mesmo tempo em que passavam pelo sistema.

Os testes preliminares da tecnologia foram positivos, mas o objetivo é que, nos Jogos Olímpicos de Tóquio, a precisão seja ainda maior, pois o reconhecimento vai acontecer em área metropolitana, em quase 40 pontos da cidade.

 

 

A ideia é agilizar a identificação enquanto aumenta a eficácia na segurança, também pensando nos Jogos Paralímpicos, onde as pessoas não podem ficar esperando em filas com altas temperaturas. O sistema só será funcional para atletas, voluntários, profissionais de imprensa e funcionários, e não para o público em geral.

A NEC testou o seu sistema durante os Jogos Olímpicos do Rio, e o mesmo já está instalado em aeroportos. Veremos se o sistema cumpre o que promete e se funcionará bem em terras japonesas.

Os Jogos Olímpicos de Tóquio começam em 24 de julho de 2020.

 

Via Reuters