Um tribunal de apelações nos Estados Unidos decidiu que o site de leilões eBay não infringiu direitos de marcas registradas para vendas no site de comércio eletrônico. Produtos falsificados da loja Tiffany eram comercializados no site e, em virtude disso, a decisão judicial também orienta que o eBay revise de forma mais aprofundada as reclamações da joalheria, no que se refere à propagandas de produtos falsos. Outras marcas luxuosas estão reclamando que o comércio de produtos falsificados no eBay estão prejudicando a imagem das marcas. Já o eBay alega que gasta milhões de dólares para rastrear produtos falsos e remover estes itens da lista de ofertas. A Tiffany promete recorrer à Suprema Corte dos Estados Unidos. De qualquer forma, é mais uma vitória importante do eBay na Justiça norte-americana (o eBay alega não ser responsável pelo conteúdo postado no site, mas preza pela lisura dos anúncios).

Fonte