ipod-itunes-teaser

Você pode não gostar dele. Você pode entender que você é obrigado a utilizá-lo. Mas o fato é que o iTunes continua mandando no mercado de música digital. Ao completar 10 anos de vida, o serviço que mudou o cenário da música em definitivo é responsável por 63% do mercado mundial de músicas digitais, sendo ainda soberano, mesmo com tantas outras opções disponíveis para consumo de músicas online.

Em 2012, 44 milhões de norte-americanos compraram pelo menos uma música ou álbum completo no iTunes. Essa é apenas uma amostra de todo o poder do serviço lançado em 2003. A iTunes Store é a maior loja de músicas online do mundo, tanto em vendas como no seu acervo. Em fevereiro desse ano, o serviço alcançou a marca de 25 bilhões de canções, dentro de um catálogo de 28 milhões de músicas. Ao redor do planeta, mais de 435 milhões de usuários possuem uma conta ativa no iTunes.

De acordo com uma pesquisa do Grupo NPD, oito de cada dez pessoas que compram (ou compraram) músicas no formato digital já comprara pelo menos uma música no iTunes, o que reflete nessa porcentagem de 63% de participação do mercado. E com os rumores mais frequentes da Apple lançar o seu serviço de streaming de músicas, muitos acreditam que esse domínio vai permanecer por mais algum tempo.

Russ Crupnick, um dos analistas do NPD Group, disse ao Venture Beat que os consumidores tendem a fazer a migração do hábito de comprar músicas para o streaming de músicas, já que é uma opção mais barata e prática em linhas gerais. E a Apple deve acompanhar essa tendência, começando a adaptar o iTunes para esse novo formato.

Por outro lado, isso não exclui a possibilidade desses mesmos usuários seguirem comprando músicas. 41% dos 5.400 entrevistados na pesquisa responderam que consomem regularmente o serviço de músicas por streaming da Pandora, mas afirmam que é importante comprar músicas, justamente por descobrirem novos artistas dentro do serviço, ou ouvindo a música em uma rádio.

E tudo isso é importante para a Apple, ainda mais diante de tantos rumores sobre o tal serviço de streaming musical. Na verdade, ouvimos isso durante os últimos anos. Parece que agora vai. Até porque a maior gravadora do mundo, a Universal Music Group, vai iniciar o seu próprio serviço de streaming de músicas pago.

De qualquer forma, os 10 anos do iTunes apenas confirmam o que vimos lá em 2003: o serviço que chegou para mudar o mundo da música segue sendo o dominante, e se prepara para mais um desafio. O de se reinventar.

Via Venture Beat