Sem muita demora. Mais uma vez a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) foi mais ágil que o de costume, e o iPhone 5 já figura na lista de produtos homologados pelo órgão do governo. Com isso, o produto está oficialmente apto a ser vendido no Brasil, e a partir de agora, começam as especulações sobre o lançamento oficial do smartphone em território nacional.

Quando o iPhone 4S chegou ao Brasil, no ano passado, o tempo de homologação foi recorde. Dessa vez, não foi muito diferente. Normalmente um dispositivo como esses leva muito mais tempo para ser analisado e autorizado a ser fabricado ou comercializado no Brasil, o que aumentam os indícios que a Apple realmente enviou o produto para a Anatel tão logo ela estivesse autorizada para isso. Esse prazo pode ter acontecido logo após o seu anúncio oficial, ou até mesmo um pouco antes.

Agora, a má notícia para o usuário que sonhava em usar o iPhone 5 com as redes 4G no Brasil: você vai ter mesmo que esperar até, pelo menos, 2016 para isso acontecer. O modelo que foi homologado é o A1428, que é compatível com as redes LTE de 700 MHz, o que torna o produto compatível com um padrão das redes 4G no país. Acontece que, como já informamos aqui no TargetHD, essa frequência sequer foi leiloada pelo Governo Federal, e nesse momento, é utilizada pelos canais de TV aberta.

As redes 4G que estão em testes pela Oi e Claro contam com frequências de 2600 MHz, o que torna o iPhone 5 incompatível com as redes 4G, pelo menos, por enquanto. Se você acha que pode sobreviver utilizando as redes 3G+ (ou 3.5G) que algumas operadoras oferecem, saiba que o iPhone 5 é compatível com esses padrões de internet. E fique sabendo que ficará limitado a isso por um bom tempo.

Além do certificado, o pessoal do Tecnoblog (que é a fonte desse post) também localizou o arquivo PDF do manual do smartphone em português. Um detalhe: o manual cita que o iPhone 5 usa um chip microSIM, e não o nanoSIM, como nós bem sabemos. Certamente é um erro que será corrigido antes do produto chegar ao mercado. Até porque não existe a menor chance da Apple criar um produto com projeto específico para o mercado brasileiro (se fizesse isso, também faria um iPhone compatível com o 4G brasileiro).

Vale lembrar que o modelo é o mesmo que opera nas redes 4G da operadora AT&T nos Estados Unidos. Ou seja, caso você viaje com frequência para lá, e quer utilizar o 4G com alguma operadora de lá, já sabe qual deve escolher.

Ainda é cedo para dizer quando o iPhone 5 será oficialmente lançado no Brasil, e por qual preço. E também não vou deixar nenhum tipo de palpite sobre valores. Quanto ao seu lançamento, pela sua janela de homologação, eu aposto que ele deve ser lançado no Brasil na metade do mês de novembro, o que é um tempo bem razoável para as operadoras prepararem suas estratégias, além de ser uma janela interessante para aqueles que pretendem adquirí-lo para o Natal se programarem. Qualquer novidade ou informação adicional, publico aqui no blog.

Via Tecnoblog