Não demorou duas semanas do lançamento do novo sistema de inteligência artificial do YouTube para identificar e eliminar automaticamente vídeos extremistas, e já sabemos que ele não é tão preciso como esperado.

Diversos pesquisadores e jornalistas especializados no assunto viram nos últimos dias os seus respectivos canais do YouTube sendo suspensos, depois de eliminar vídeos com temas sobre o Islã, Síria e derivados.

O problema é que nenhum dos conteúdos eliminados promoviam ideologias extremistas, mas abordavam e estudavam a partir de uma perspectiva neutra ou informativa. Mas quem disse que a inteligência artificial do YouTube entendeu assim?

Ironicamente, ao eliminar anos de velhos canais de oposição aos sistemas extremistas, o YouTube está causando mais prejuízo à Síria do que o Estado Islâmico poderia fazer.

Os jornalistas e pesquisadores viram o seu trabalho de anos sendo eliminado, sem que o YouTube respondesse oficialmente sobre o assunto.

Logo, nem é preciso demorar muito para concluir que essa inteligência artificial precisa ser calibrado.

 

Via Business Insider