stephen-hawking

O ACAT (Assistive Context Aware Toolkit, ou Ferramentas de Asssistência Conscientes do Contexto) é a tecnologia que permite que Stephen Hawking se comunique com o mundo, atuando como a sua ‘voz’. O recurso foi disponibilizado como código aberto pela Intel, para qualquer um que queira explorar essa alternativa.

O ACAT já foi oferecido para centros de pesquisas, mas agora está disponível em GitHub para qualquer usuário, mas principalmente para ser usado por programadores que podem melhorar o seu desenvolvimento, facilitando a vida de mais de 3 milhões de pessoas tetraplégicas ou com patologias motoras de origem neurológica, como a que padece Hawking.

A esclerose lateral amiotrófica (ELA) paralisa as atividades motoras, mas não afeta a sensibilidade ou inteligência. E, por isso, Hawking continua a ser um gênio, e é considerado o físico teórico vivo mais importante da atualidade, além de um divulgador científico, cosmólogo, astrofísico, professor, doutor ‘honoris causa’ e multipremiado na área da ciência em todo o planeta.

O problema – além daqueles gerados pela sua enfermidade – é comunicar essa sabedoria. A Intel segue aperfeiçoando o sistema de comunicações para Stephen Hawking desde que ele conheceu o co-fundador da Intel, Gordon Moore, em uma conferência em 1997.

acat-intel

A última versão do ACAT permite que Hawking escreva com o dobro de velocidade, além de melhorar em um fator de 10 a realização de tarefas frequentes. Assim, o professor pode navegar, editar e gerenciar páginas da internet, documentos e e-mails de forma mais rápida, simples e precisa, ou abrir novos documentos, salvar, editar e alternar entre diferentes tarefas com mais facilidade.

A integração de tecnologias de software linguístico da SwiftKey melhorou muito a capacidade do sistema para aprender a forma de comunicação de Hawking, prevendo os seus próximos caracteres e palavras, de forma que ele só tem que escrever menos de 20% do total dos caracteres comunicados. Esta informação é enviada para o sintetizador da fala que ele já utiliza mediante um sensor instalado, e que é detectado por um comutador infravermelho montado em seus óculos.

Esta é a ferramenta que foi liberada com o objetivo de criar soluções personalizadas para interações e comunicação mediante o toque, mover e piscar de olhos e outros gestos.

Via Intel Open SourceACAT (GitHub)