Uma das características do Google Cr-48 é a incorporação de uma verificação de inicialização, que é um processo que se encarrega de confirmar o sistema que se inicia (ou, no caso, um Chrome OS autêntico), para evitar mudanças no equipamento que podem colocar em perigo a segurança o usuário. No caso dos modelos que o Google despachou para os desenvolvedores, existe um pequeno interruptor oculto embaixo da bateria (você poderá ver no vídeo abaixo), que permite ativar o chamado “modo para desenvolvedores”, que é uma opção que permite que se salte esta verificação de inicialização para inclusão de códigos personalizados no portátil.

Tão logo algumas pessoas souberam disso, os resultados começaram a aparecer, como este dual-boot de Chrome OS e Ubuntu. A conhecida distribuição Linux foi instalado sem problemas (mas por um processo complicado e não recomendado para os iniciados em editar sistemas de arquivos em discos SSD), e que é demonstrado em detalhes na fonte desse post. Não deve demorar muito até alguém instalar o Windows 7 neste netbook. Abaixo, vídeos onde você poderá encontrar o tal interruptor, para ativar o Developer Mode, e outro vídeo mostrando o Ubuntu em ação.

Fonte