A Organização Dialogue Café anunciou o lançamento dos seus dois primeiros cafés inovadores, em Lisboa e no Rio de Janeiro, coincidindo este lançamento com o 3º Fórum Anual das Nações Unidas para a Aliança das Civilizações que acontece entre os dias 27 e 29 de Maio de 2010.

O Dialogue Café é uma iniciativa, sem fins lucrativos, que utiliza a tecnologia Cisco de Telepresença, permitindo a conversa cara a cara entre vários grupos de pessoas em todo o mundo, proporcionando diferentes trocas de experiências, de aprendizagens e facilitando trabalhos conjuntos, com o intuito de tornar o mundo um lugar melhor. Os participantes vão estar ligados através de vídeo e som em alta definição, em telas que permitem ver os interlocutores em tamanho real assegurando que, estando em diferentes pontos do globo e pertencendo a culturas distintas, estas pessoas possam conversar e partilhar experiências.

Com o apoio das Nações Unidas para a Aliança das Civilizações, da Cisco, da Fundação Calouste Gulbenkian, da Fundação Anna Lindh, entre outros, a Associação Dialogue Café está criando uma rede global entre espaços físicos – Dialogue Cafés – que dará acesso a tecnologias de videoconferência promovendo atividades e diálogos entre diversas cidades distantes.

Estes cafés vão estar ligados através de uma rede global de hiperligações entre cafés em todo o mundo, permitindo não só os diálogos informais, mas também algumas atividades mais estruturadas entre as diversas cidades, tais como workshops, seminários, conferências, concertos e sessões de leitura. Os Dialogue Café são o resultado de uma ideia simples mas no entanto radical, baseada no fato de que as pessoas têm muito em comum e que havendo oportunidade vão explorar os seus interesses comuns, estimulando em simultâneo ideias que abordam os principais problemas da atualidade.

O conceito Dialogue Café acredita que esses tipos de diálogo e cooperação conduzem a uma nova forma de pensar e agir: preparam os indivíduos e as comunidades para quebrar preconceitos e equívocos, promovendo uma maior compreensão e cooperação entre culturas; Os dois primeiros Dialogue Cafés vão abrir no dia 27 de Maio no Rio de Janeiro, na Universidade Cândido Mendes, e em Lisboa no Museu da Moda e do Design (MUDE). Brevemente vão ser abertos mais Dialogue Cafés em Londres, Amsterdan, Florença, Toronto, Doha, Ramallah, Telavive, Cairo, Istambul, Nova Iorque, São Francisco e Seul.
 
Cada Dialogue Café será gerido por um parceiro local – em Lisboa essa gestão será feita pelo MUDE, com o apoio de parceiros locais, que incluem a Câmara Municipal de Lisboa, e a Universidade Cândido Mendes no Rio de Janeiro. Estes parceiros farão a gestão diária do Dialogue Café. O conceito Dialogue Café foi criado para pessoas e organizações com dimensão social, ambiental, educacional ou com missões culturais, tais como fundações, organizações de sociedade civil, grupos comunitários, universidades, escolas, empresas sociais, órgãos públicos e agências. Os Dialogue Cafés são espaços para inovação e criatividade focados em especial no diálogo inter-cultural, na inovação social, na participação cívica e nas artes, na criatividade e na cultura.