Um grupo de pesquisadores da Universidade do Sul da Califórnia criou um implante cerebral que promete aumentar as capacidades de desempenho da memória de qualquer pessoa.

A “prótese de memória” é um implante feito de eletrodos desenvolvidos para serem instalados no cérebro humano. Ele imita a forma que as lembranças se processam naturalmente, com pequenas descargas elétricas no hipocampo, região do cérebro relacionada à aprendizagem e memória.

O ganho de desempenho da memória seria de mais de 30%, de acordo com os testes realizados. 20 voluntários que foram equipados com a tecnologia participaram de um jogo de memória com lapsos de 75 segundos entre cada imagem mostrada para recordar.

A partir daí, os investigadores estudaram o comportamento dos neurônios no cérebro para delimitar quais regiões se ativaram ao usar a memória durante o jogo.

Uma segunda seção onde o implante estimulou essas áreas específicas do cérebro com pequenas descargas elétricas que imitaram os padrões de atividade cerebral.

Os números concluem que esse tipo de implante seria muito útil em pacientes com problemas de memória, mas ainda falta muita pesquisa para ver como tudo funcionaria em uma realidade cotidiana.

Fato é que: isso está deixando de ser uma mera obra de ficção.

 

Via New Scientist