sony-xperia-zq-01

A última análise da IDC Brasil sobre o mercado brasileiro de smartphones mostra que, pela primeira vez desde que o estudo começou a ser feito no país, os smartphones superaram em vendas. O volume de unidades vendidas no segundo trimestre de 2013 alcançou a marca de 8.3 milhões de unidades, o que representa um aumento de 110% em relação ao ao mesmo período em 2012.

Na fatia de mercado, os smartphones representaram 54% das vendas totais de telefones móveis (15 milhões de unidades), enquanto que 46% são vendas de feature phones, ou celulares tradicionais.O mercado brasileiro de celulares cresceu 3% em relação ao mesmo período do ano passado, e enquanto as vendas de smartphones cresceram 110%, os feature phones perderam 35% no volume de vendas.

O resultado mostra que o usuário brasileiro está em processo de migração, deixando os celulares de entrada e adotando os smartphones, surpreendendo até as expectativas feitas no começo do ano para o mercado. Outro motivo é o período de vendas do Dia das Mães, que em alguns fabricantes, tiveram estoques esgotados.

Além disso, o aumento de ofertas de produtos por parte dos fabricantes é mais um fator para o aumento das vendas, sem falar nas promoções realizadas pelas operadoras e no varejo (físico e via e-commerce). Também deve ser levado em consideração a forma como o comércio apresenta esses produtos ao consumidor, e a aplicação efetiva da desoneração fiscal para os produtos de produção local (MP do Bem).

Um reflexo claro disso é que alguns modelos antes considerados top de linha e com preços na casa dos R$ 2 mil tiveram o seu preço reduzido para a faixa dos R$ 1.500 (para ter direito à desoneração), assim como modelos de R$ 1.500 passaram a custar aproximadamente R$ 1.000. Como consequência, o preço médio dos smartphones, que era de US$ 316 no primeiro trimestre de 2013, caiu para US$ 240 no segundo trimestre, resultando em uma explosão de vendas de novos produtos.

A IDC informa que o mercado está favorável para produtos em todas as categorias de preços, incluindo os modelos considerados top de linha. Esse segmento se tornou mais competitivo nos últimos meses pelas diferentes alternativas ofertadas pelos fabricantes.

Dois 8.3 milhões de smartphones vendidos no Brasil no segundo trimestre de 2013, 90% eram do sistema operacional Android. Além disso, o estudo da IDC mostra que os smartphones com mais de um slot para SIM Cards (multi-sim) cresceram significativamente no mercado, saindo de 15% em 2012 para 40% em 2013.

Por fim, o estudo espera que modelos das linhas de entrada e linah média melhorem nas suas configurações, para que eles fiquem mais atraentes para o consumidor. Telas maiores e câmeras de melhor qualidade são alguns dos itens mais solicitados pelos consumidores brasileiros. Já o mercado de modelos top de linha vai receber lançamentos até o final do ano, o que deve acirrar ainda mais a competição nesse segmento.

Via Assessoria de Imprensa