galaxynote10-2014-edition

A IDC revelou os seus resultados sobre as vendas do primeiro trimestre de 2014 no mercado de tablets, que segue crescendo, mas em uma velocidade muito mais lenta. Comparando os resultados de 2013 com o desse ano, o aumento foi de apenas 3.9% de um ano para outro.

Entre as marcas que participaram dessa pequena ascensão, temos (como não) a Apple, que conseguiu vender 16.4 milhões de unidades, ficando com uma cota de 32.5%. Curiosamente, apesar de continuar como líder do mercado, esses números não são bons para Tim Cook e sua turma: no ano passado, no mesmo período, eles distribuíram 19.5 milhões de tablets (40.2%).

idc-tablet-cuota-mercado-q1-2014

Se a Apple cai… alguém tem que subir, certo? E esse alguém não poderia ser outra que a Samsung. Eles passaram de 8.5 milhões de unidades distribuídas no primeiro trimestre de 2013 para 11.2 milhões no último trimestre, subindo de 17.5% para 22.3% na cota de mercado, reduzindo a distância em relação à Apple.

A ASUS se mantém na terceira posição da lista do Top 5, com números quase imutáveis, e a Lenovo, na quarta posição, cresceu, aumentando a distância para a Amazon, que sofreu uma pequena queda. Aliás, a Amazon reduziu sua distribuição para 1 milhão de unidades (contra 1.8 milhão do mesmo período em 2013), com sua cota ficando em 1.9% (eram 3.7% no ano passado).

Os números da IDC mostram claramente um discreto aumento no mercado de tablets como um todo, e é isso que chama mais a atenção, levantando algumas questões: será que o público não mais se convence com os modelos atuais? A crise apertou? Ou todo mundo está contente com o tablet que já possui?

Via IDC