tablet-em-uso

A consultora IDC publicou um novo relatório que confirma a desaceleração de vendas dos tablets, fazendo com que 2015 se encerre com 211.3 milhões de unidades comercializadas, uma queda de 8,1% em relação ao ano anterior.

Os motivos que explicam essa queda nas vendas do segmento são o aumento das dimensões dos smartphones e os tablets conversíveis que estão rapidamente se tornando uma referência no setor. Essa modalidade de produto permite que o tablet comum possa se comportar como um notebook quando necessário, com a ajuda de um teclado acoplado.

tablet-conversível

Os tablets conversíveis registraram um crescimento de 75% nas vendas em 2015, e é esperado que em 2016 o crescimento seja de praticamente 100%. Apple, Google e Microsoft contam com produtos nesse segmento, e outros fabricantes seguem pelo mesmo caminho.

O iPad Pro pode ser a única razão para que a Apple consiga ganhar uma cota de mercado nos tablets nos próximos anos, e o mesmo pode acontecer com a Microsoft, que deve dobrar a sua cota de mercado no segmento em 2019. Dispositivos como o Surface Pro 4 podem confirmar essa tendência.

Via WSJ