650_1000_dac-ibm

Um grupo de pesquisadores de uma divisão da IBM na Suíça desenvolveu um conversor analógico-digital (DAC) ultrarrápido e muito eficiente no consumo energético, que segundo a empresa, poderá permitir que os grandes centros de dados possam compartilhar informações na rede a velocidades quatro vezes maiores que as atuais.

Com essa tecnologia, tarefas de transferências de dados com esses sistemas alcançaram entre 200 a 400 Gbps. Esses DACs aproveitariam a capacidade dos canais de fibra óptica de longa distância, beneficiando assim todos os usuários.

O DAC ainda é um protótipo, mas durante o evento Solid-State Circuits Conference (ISSCC) que acontece em San Francisco (EUA), seus desenvolvedores explicaram que uma versão anterior já é utilizada em DACs comerciais que serão fabricados pela empresa Semtech Corp.

Esta solução poderá ser vital para suportar o crescimento do consumo de dados que a internet experimenta há anos: hoje, o tráfego de dados chega aos dois exabytes por dia, 20 milhões de vezes maior do que era em 1992.

Outro fator importante dessa descoberta está no fato desse conversor obter esses resultados com uma eficiência energética destacável, e na Semtech já estão produzindo tais DACs, utilizando um processo de integração de 32 nanômetros.

Via ZDNet