A IBM é bem conhecida pelo uso da força bruta para dominar o mercado europeu de supercomputadores, mas não quer perder a oportunidade de abiscoitar uma fatia do mercado doméstico, e prova isso com a sua nova geração de processadores que serão apresentados na Hot Chip Conference.

A empresa fala que o chip zNext, presente no coração do futuro processador System z, alcançará a marca de 5.5 GHz, sendo mais veloz que o z196 que já foi apresentado um dia como “o processador mais rápido do mundo”. Mas a IBM também tem planos para aqueles que não precisam de tanta potência, com a oferta do Power7+, uma evolução do modelo Power7, que promete uma melhora de desempenho em 20% em relação ao modelo anterior, com os seus 4.14 GHz.

Certamente podemos dizer que voltamos ao tempo onde o hardware também é levando em consideração na hora da aquisição de um computador. Durante anos, ficamos pensando no sistema operacional, no pacote de aplicativos, mas já se imaginava que não haveria nenhum tipo de evolução nos processadores e nos módulos de memória. Entendo que isso aconteceu muito pelo fato das placas gráficas evoluírem, com novos chips gráficos que exigiram uma maior performance dos equipamentos. A comunidade agradece nesse caso. Quanto maior a capacidade, melhor o resultado final.

A coletiva acontece no próximo dia 29 de agosto, onde conheceremos todos os detalhes que a IBM pretende apresentar.

Via Wall Street Journal e Hot Chips