htc-first-com-facebook-phone-topo

Não foi só o Facebook que revelou novidades no evento de hoje (04) nos Estados Unidos. A HTC também subiu ao palco para confirmar a existência do HTC First, que já tinha vazado na internet a alguns dias. Apesar de todos os esforços do CEO da HTC, Peter Chou, é impossível não chamar esse lançamento de “Facebook Phone”. Mesmo que ele não seja.

O modelo não é oficialmente o resultado de uma parceria entre o Facbeook e a HTC, mas todas as ações deixam implícitas isso. Para começar, nenhum executivo da HTC iria aparecer no evento de Zuckerberg “do nada”, ainda mais para falar sobre o seu produto. Vale lembrar que o Facebook fechou acordos com outros fabricantes de smartphones para colocar a Facebook Home em seus dispositivos (incluindo Samsung e Sony), mas como só a HTC tinha algo especial para apresentar, lá foi o Peter Chou para falar do HTC First.

htc-first-01

Aliás, o próprio nome HTC First deixa tudo muito claro: estamos diante do primeiro smartphone especificamente pensado para trabalhar com a Facebook Home. Chou disse com todas as letras que “esse é um telefone social”, ou seja, tende a explorar todos os benefícios da nova launcher, além de oferecer (na teoria) o hardware necessário para que a sua performance seja prazerosa o suficiente. Desse modo, eles serão o “carro-chefe” da nova interface, e o Facebook não coloca um centavo no desenvolvimento e produção de um smartphone para chamar de “seu”. Tudo cai nas costas da HTC, que está bancando a produção do telefone.

htc-first-02

Algumas das especificações técnicas do HTC First foram reveladas: tela de 4.3 polegadas (com resolução HD – 720p), processador Qualcomm Snapdragon 400 dual-core, 1 GB de RAM, câmera traseira de 5 megapixels e sistema operacional Android 4.1. Como podem ver, é um smartphone que não enche os olhos nas suas especificações, o que é uma boa notícia para quem está preocupado com os itens de hardware suficientes para ter a tal usabilidade agradável na Facebook Home. Se ele rodar bem com tais especificações, vai rodar bem na maioria dos smartphones Android que chegaram ao mercado nos últimos seis meses (ou mais, dependendo do seu hardware).

O HTC First será lançado nos Estados Unidos no mesmo dia que a Facebook Home chegar na Google Play Store, ou seja, 12 de abril. Será vendido exclusivamente na operadora norte-americana AT&T, pelo valor de US$ 99,99 (aqui, não diz se é com ou sem contrato com a operadora). Outras operadoras ao redor do planeta estão interessadas em lançar o produto (segundo Zuckerberg), mas não há uma previsão para sua expansão nos Estados Unidos.

htc-first-03

E quanto ao Brasil? Bom, você já sabe: como a HTC “arregou” para o Brasil, não vamos ter esse lançamento em nossas lojas. E você que pensa em comprar ele lá fora, tome cuidado: a resolução da Anatel, que autoriza as operadoras a bloquearem celulares piratas e não homologados no país através da verificação de IMEI (incluindo os modelos de marcas que não estão em nosso mercado, mesmo que sejam mundialmente famosas, como a HTC) pode fazer com que o seu HTC First não passe de um pedaço de tecnologia que só serve para se comunicar via Wi-Fi. Os detalhes finais dessa resolução ainda serão divulgados, e sua tecnologia na prática será detalhada pela Anatel em breve. Logo, espere mais um pouco antes de sair comprando que nem um doido.