Uma das principais candidatas na compra da Palm era a HTC. Era. Na sexta-feira, a Reuters informa que empresa taiwanesa desistiu da investinda de compra. Segundo informa uma fonte interna “não havia sinergia suficiente para fechar um acordo”, e que tudo foi analisado para a concretização da negociação, inclusive os números da Palm. Desconfia-se que a HTC chegou à conclusão de que os números da Palm eram muito piores do que se imaginava.

Por sua vez, o outro candidato à compra, a Lenovo, agora tem caminho livre para fazer a compra, algo que não chega a surpreender, uma vez que a empresa já se pronunciou com interesses em entrar no mercado de telefonia móvel. E, pra variar, contrariando as mais otimistas previsões de Jon Rubinstein, CEO da Palm, que chegou a dizer na semana passada que a Palm poderia sobreviver de forma independente.

Fonte