Não deve ser surpresa para ninguém que um grande número de trabalhadores que até hoje se dedicavam ao desenvolvimento do webOS acabam de perder os seus empregos, mas de qualquer forma, vale o registro. 275 empregados ligados ao projeto do webOS foram demitidos pela HP, pois a empresa “não necessita mais de tantos postos no setor de engenharia e relacionados como precisava antes”, uma vez que a divisão do webOS “continua com a transição de fabricação de dispositivos móveis para os softwares de código aberto”.

Em todo caso, muitas dessas pessoas não ficaram necessariamente sem emprego, pois “a HP está trabalhando para redistribuir os empregados afetados por estas mudanças em outros postos na empresa”. Fica a esperança que isso realmente aconteça, especialmente depois da renúncia de Jon Rubinstein. Se a HP não fabrica mais hardware para utilizar o webOS, fica evidente que não precisa mais de engenheiros e designers. De qualquer forma, sempre dói quando recebemos esse golpe de realidade em nossa cara. Nunca é legal saber que tem gente perdendo emprego por causa de decisões equivocadas de grandes executivos.

Via The Verge