A crise do WannaCry de 2017 resultou em uma prisão, que por sua vez foi possível com a ajuda de uma pessoa: o hacker Marcus Hutchins, também conhecido como MalwareTech.

A prisão aconteceu em agosto de 2017 e agora, quase um ano depois, Hutchins é acusado de ter mentido para o FBI, e será obrigado a se defender diante de uma corte federal nos EUA.

Oficialmente, Hutchins é acusado de conspirar para cometer fraude, de ajudar a propagar dispositivos para interferir nas comunicações, de distribuir software malicioso, de acessar computadores de forma remota e não autorizada e, acima de tudo, por mentir para o FBI sobre suas ações.

Obviamente, Hutchins se defende de todas as acusações, e seu advogado alega que nenhuma delas tem base alguma, e só servem para recalcar “sérios vazios no processo legal”. E o cara pediu ajuda na internet para financiar a sua defesa.

Vale mencionar que o MalwareTech foi essencial no caso do WannaCry, neutralizando a crise na época. E é assim que o FBI paga o cara.

 

+info