aviso-gvt-para-vivo

A partir do dia 15 de abril, a marca GVT vai desaparecer do mercado. A operadora foi comprada pela Telefônica há pouco mais de um ano, em uma transação que custou mais de 7 bilhões de euros. No seu lugar, a Vivo vai expandir a sua área de atuação no mercado brasileiro, indo além do estado de São Paulo nas operações de banda larga fixa, telefonia fixa e TV por assinatura.

Os clientes estão recebendo o comunicado que informa a decisão através de carta impressa ou via portal de atendimento eletrônico. As mudanças (por enquanto) atingem mais os canais de atendimento oficiais e as estruturas de alguns serviços.

Os sites da VIVO e da GVT serão unificados a partir do dia 2 de abril, e o atendimento telefônico que antes era feito pelo 103 25 deverá ser feito pelo 103 15 da Vivo. O código de longa distância será substituído pelo da Vivo (15) e os aplicativos da GVT serão renomeados para serem incorporados pelo portfólio de facilidades da vivo.

A Vivo garante que nada muda nos pacotes atualmente contratados pelos clientes da GVT, e que os contratos inicialmente firmados por esses clientes serão honrados (ou seja, em teoria, os clientes da GVT que, por exemplo, fizeram uma assinatura com planos de 50 Mbps de internet sem limites de download e upload não sofrerão qualquer tipo de alteração nesses aspectos após a mudança para a nova operadora).

Os benefícios já oferecidos para os clientes Vivo, como o Vivo Valoriza e descontos em planos Vivo Móvel serão oferecidos aos clientes vindos da GVT. É claro que é sempre bom ficar atento nesse caso, pois a operadora pode se aproveitar de uma nova oferta para tentar alterar o seu contrato já feito com a GVT, e eventualmente aplicar as limitações presentes hoje na Vivo nos serviços disponíveis.

gvt-vivo

O maior desafio dessa nova fase da Vivo é não matar de vez a imagem de boa qualidade que a GVT deixa depois de anos de serviços prestados. Eu, como cliente recente da operadora, posso dizer que estou muito satisfeito com a qualidade do serviço que me foi entregue, e também falo por experiência própria que os últimos tempos que precisei dos serviços da Vivo (principalmente na internet fixa) foram muito desagradáveis.

Fica a esperança que essa nova fase também traga uma melhoria de qualidade de atendimento e nos serviços prestados. Não queremos ver clientes insatisfeitos ou com aquela sensação que deram 10 passos para trás.