whatsapp-topo

Há mais de um ano sabemos que o WhatsApp aumentou o número de membros de um grupo para até 100 usuários. Agora, sabemos que esse número subiu para até 256 usuários. Lembrando que no começo esse número era de apenas 15 usuários.

O primeiro upgrade foi de 50 usuários, mas isso ainda era insuficiente quando o Telegram (rival direto do WhatsApp) contava com 200 usuários em um único grupo. Aliás, em novembro o mesmo Telegram informava que era possível criar em seu serviço grupos de até 1.000 usuários, e o LINE poderia realizar chamadas em grupo com até 200 participantes.

Os grupos são uma base importante para os apps de mensagens instantâneas. O Facebook Messenger adicionou esse recurso em abril de 2014, e as redes sociais vão adicionando funções nesse sentido, não adicionando chats em si, mas sim envio de mensagens em grupo como no Twitter ou mensagens privadas para até 15 pessoas no Instagram.

A comunidade do WhatsApp segue crescendo. Recentemente alcançou a marca de 1 bilhão de usuários ativos por mês, e alguns recursos pensando nesse crescimento foram adicionados, como a possibilidade de silenciar usuários individuais por algum tempo (ou até um século) e configurar suas notificações individualmente.

Mas além do ócio e da facilidade para alguns usuários criar grupos (e gerenciá-los), esta é uma ferramenta que vai além das pequenas comunidades das redes sociais. O WhatsApp é uma ferramenta muito utilizada em ambientes profissionais, e em alguns setores os grupos com mais de 100 pessoas pode ser algo muito útil.

Agora, se o WhatsApp vai implantar 1.000 usuários em grupos… só o tempo vai dizer.