moto_lenovo3

Estranho para mim, para você, para todo mundo. Mas nem tanto. A Google acaba de vender para a Lenovo a Motorola Mobility. A negociação foi confirmada através de uma conferência telefônica por parte do fabricante asiático, e por uma nota de imprensa da gigante de Mountain View.

O valor pago pela Lenovo para a aquisição da Motorola foi de US$ 2.91 bilhões. Se comparado com os US$ 12.5 bilhões que a própria Google pagou pela mesma empresa em 2011, muitos podem dizer que a Lenovo fez um “negócio da China” (sem trocadilhos). Bom, é mais ou menos isso.

No comunicado, a Google ressalta que ficou com a maioria das patentes adquiridas na primeira compra da Motorola (ou aquelas que mais lhe interessavam). No futuro, tais patentes serão preciosas, caso alguns de seus concorrentes diretos entrem em disputas judiciais. Para a Lenovo, fica todo o portfólio da marca, assim como suas propriedades intelectuais. Com isso, a empresa tem a possibilidade de aumentar ainda mais a sua participação no mercado mobile. Nesse momento, eles estão com a terceira posição no mercado global de telefonia móvel, enquanto que a Motorola não figurava nem entre as cinco primeiras colocadas.

De forma adicional, a Lenovo leva na transação mais de 2 mil patentes da Motorola Mobility.

Resta saber qual será a estratégia da Lenovo daqui para frente. Como vai ficar o desenvolvimento e distribuição de produtos, qual será a filosofia para os novos aparelhos, e principalmente: como ficará o suporte para os modelos que já estão no mercado? Será que o futuro de smartphones como o Moto X e o Moto G estão com os dias contados? Só o tempo vai dizer.

Via Google