mwc-mwc-gear-fit-0000-1

Nem tudo são flores na relação entre Google e Samsung, principalmente no que se refere à fabricação de dispositivos Android. Porém, quando todos imaginavam que tudo estava superado entre os envolvidos, mais um rumor mostra que a crise nesse casamento continua, e o problema dessa vez está nos dispositivos wearables.

De acordo com o The Information, Larry Page, CEO da Google, teria entrado em contato com os executivos da Samsung na semana passada, reprovando a atenção dada pelos coreanos aos dispositivos Gear 2 e Gear Fit. A Google deseja que a Samsung dê maior atenção aos dispositivos com Android Wear, como o Gear Live.

A Google já havia solicitado à Samsung que não entrasse no mundo dos wearables até que o Android Wear estivesse concluído. E, como vocês bem sabem, isso não aconteceu: não só eles lançaram o Galaxy Gear (com um Android muito customizado), como apareceram os dois dispositivos com Tizen já citados.

Como já era esperado, nenhuma das empresas envolvidas comentam sobre o assunto, mas não será surpresa se tudo isso for verdade. A Google quer que os fabricantes personalizem o Android e Android Wear o mínimo possível, e a Samsung se diferencia das demais com interfaces e opções diferenciadas. É um conflito de interesses difícil de se administrar. Ainda mais quando a Samsung é a maior vendedora de dispositivos Android do mundo, e a personalização do sistema da Google é um dos fatores para esse sucesso.

De qualquer forma, o fato do Gear Live existir é a prova que a Samsung ainda trabalha ao lado da Google, até certo ponto. Mesmo que não seja no ponto que Larry Page gostaria que fosse.

Via 9to5Google, The Information