nexus-huawei

A Google, agora uma empresa dentro da estrutura da Alphabet, quer ser a matriz da fabricação dos smartphones Nexus daqui para frente. Ou seja, eles fabricariam o produto do começo ao fim, sem intermediários nessa fabricação, exceto os fornecedores das peças. Seriam estes os primeiros Nexus assinados exclusivamente pela Google, colocando fim às parcerias com outros fabricantes.

Ainda teremos telefones com telas da Samsung, chips da Qualcomm, câmeras da Sony e memórias de outros fabricantes. Não é mencionado que a Google vai fabricar componentes, e isso é meio lógico. Eles simplesmente montariam os dispositivos Nexus com as peças de terceiros, garantindo assim uma maior porcentagem nos lucros, principalmente por conta da economia na produção.

nexus-family-2015-01

O regime de colaborador associado que a Google dá aos fabricantes resulta em uma certa liberdade que, aos poucos, pode ser coisa do passado, uma vez que a empresa de Mountain View quer ter um maior controle sobre os dispositivos Nexus. Com isso, os fabricantes deixam de ser meros contratados.

Um exemplo do que a Google pretende fazer é o caso do Pixel C, onde a empresa assumiu sozinha o desenvolvimento e produção do dispositivo na íntegra. Aliás, a linha Nexus não contaria nem mesmo com a marca dos eventuais fabricantes parceiros nos produtos. Ou seja, próximo Nexus que será fabricado pela Huawei só seria montado por eles, sendo que o design e a seleção de componentes seria de responsabilidade exclusiva da Google.

Via ZDNet