432_660_Push-fixer-1

As patentes voltam a dar o que falar, dessa vez, envolvendo dois gigantes da tecnologia móvel que não são Apple e Microsoft. A Google teve que travar uma batalha contra uma empresa do tipo “troll de patentes”, que basicamente comprou patentes de outra empresa que não poderia mantê-las, para processar outras empresas em um momento posterior.

A empresa em questão é a SimpleAir, que processou a Google em US$ 125 milhões por violar a sua patente número 7.035.914, que se refere a “um sistema simples de transmissão de dados”, que traduzindo para o mundo dos mortais, se refere às notificações do Android. Um juiz do Texas declarou a gigante de Mountain View culpada pela violação dessa patente. A decisão vai passar por um segundo juizado, que vai decidir efetivamente se a Google precisa pagar alguma coisa ou não.

Na teoria, a Google poderia pagar a multa sem maiores problemas. Porém, o caso apresenta muitas variáveis. Em primeiro lugar, a defesa da Google não é só para ela, mas sim para ajudar todos os fabricantes que hoje contam com o sistema Android em seus dispositivos (e não são poucos, como vocês bem sabem). Muitos desses fabricantes não poderiam se defender de tal acusação.

Em segundo lugar, ainda que exista efetivamente uma violação de patentes, ainda não foi definida a quantidade de dinheiro que deve ser paga (e isso será definido nesse segundo julgamento). Aconteceu algo similar em um caso envolvendo Google e Oracle, pela inclusão do código Java no Android, onde a Google não teve que pagar nada. Logo, uma vitória da empresa dona do Android nessas circunstâncias não seria algo inédito.

Via Businesswire