A Amazon já provou com o Kindle que, para chegar longe, não basta ter uma boa ideia, e sim ter também a capacidade de se submeter a sacrifícios (econômicos), e parece que o Google anotou direitinho a lição do rival. Segundo o site TechInsights, que desmontou o Nexus 7 peça por peça, todos os componentes utilizados na fabricação do produto custam surpreendentes US$ 184.

Isso quer dizer que, só de material empregado no Nexus 7 de 8 GB, a diferença do custo de fabricação para o preço final para o consumidor é de apenas US$ 15. Some agora os custos de empacotamento, distribuição, serviço técnico, publicidade, pessoas envolvidas em todos esses estágios e o vale de US$ 25 para compras no Google Play inclusos no pacote de venda, certamente a empresa de Larry Page está perdendo dinheiro com cada Nexus 7 comercializado (coisa que o Google pode se dar ao luxo sem maiores problemas, com os lucros obtidos com o Android e outras plataformas da empresa).

Obviamente, o Google não se pronuncia oficialmente sobre o assunto, e não podemos garantir se a empresa fechou um acordo muito favorável com a ASUS para fabricar o produto por um preço muito menor que ele realmente valeria se fosse feito de forma independente, mas por mais favoráveis que sejam essas condições, está claro que o Nexus 7 não será em si o produto que vai encher os cofres do Google mais rapidamente, mas sim, um belo argumento para que as pessoas gastem um pouco mais no Google Play. Pelo menos, nessa fase inicial.

Via TechInsights