google-plus-smartphone

O Google Plus tem quase três anos de vida, e uma de suas maiores críticas era em relação às regras de uso do serviço, que não permita a adoção de apelidos ou pseudônimos nos perfis. Os nomes tinham que ser reais, e se por algum motivo o nome inserido parecesse falso, eram recusados. Pois bem, isso muda a partir de hoje: (quase) qualquer nome pode ser utilizado nos perfis.

A ideia da Google no lançamento da Google Plus era até boa: eles queriam criar uma comunidade de pessoas reais, evitando os trolls e criando um ambiente mais aberto e acolhedor. Como você bem sabe, os trolls seguem existindo, e as pessoas que queriam combinar a sua vida física com a virtual eram prejudicadas.

O usuário agora pode escolher o que quiser (ou quase isso, já que alguns termos ainda não são aceitos), mas deve seguir incluindo um nome e um sobre nome (mesmo que o sobrenome seja apenas uma inicial), além de apelidos. É permitido apenas uma mudanças a cada três meses, e as imitações (ou contas falsas) seguem proibidas, com possibilidade de suspensão de conta para aqueles que desobedecerem as regras.

Via Google Plus