650_1000_project_ara-1

Os responsáveis pelo Project Ara revelaram alguns avanços no desenvolvimento do smartphone modular, que pode ser uma realidade em menos de um ano. O primeiro modelo disponível deve chegar em janeiro de 2015, com o nome Gray Phone.

Será um modelo básico, para se posicionar na casa dos US$ 50. Depois dele, smartphones mais completos seriam oferecidos, e principalmente, os módulos com diferentes especificações seriam oferecidos, para que os usuários possam atualizar os seus dispositivos.

O Project Ara vai oferecer uma grande gama de modelos, com maior ou menor capacidade de modularidade, destinados a diferentes cenários. A divisão responsável por esse desenvolvimento, a Advanced Technology and Projects (ATAP) na Google – que antes era da Motorola – revelou vários pontos considerados essenciais da arquitetura dos dispositivos, que serão baseados no Android, apesar da atual versão (KitKat) não contar com suporte para os componentes modulares.

Paul Eremenko, líder da equipe de desenvolvimento do Project Ara, lembra que a modularidade desses smartphones ajuda a extender a vida útil dos dispositivos “durante cinco ou seis anos”, e os módulos serão acoplados através de imãs eletro-permanentes, e utilização o padrão UniPro para a comunicação entre os módulos.

Via CNET