Google e Apple são dois gigantes do mundo da tecnologia, e se alternam entre adversários e aliados de tempos em tempos. O grande negócio da gigante de Cupertino é obter lucros vendendo o hardware e o software combinado. Já o pessoal de Mountain View rentabiliza sua plataforma através dos serviços que oferecem. Por causa dessa estratégia, o Google pode pagar mais de US$ 1 bilhão para seguir sendo o buscador padrão do iOS em 2014.

A pergunta é: vale a pena na prática pagar tanto dinheiro para ser o buscador padrão de uma plataforma? A resposta é SIM! Vale a pena destacar que, em 2009, o Google pagou US$ 89 milhões para ter esse papel, e ter a presença garantida no iOS vai significar que mais de 90% dos dispositivos móveis do planeta usarão a sua ferramenta de buscas. Isso não só agrega um valor nos acessos, mas ao serviço em si, permitindo que o Google comercialize a sua publicidade e o posicionamento de resultados de buscas de forma mais lucrativa, assim como ferramentas como AdWords se tornando mais valorizadas.

Para cada dólar que o Google ganha em publicidade no iOS, a Apple vai levar 75%. É um valor elevado? Pode até ser, ainda mais para uma empresa como a Apple, que está em situação privilegiada no mercado, com milhões de dispositivos vendidos, podendo assim estabelecer tais condições. Mas… compensa para o Goolge?

Bom, tendo em conta que está na publicidade dos resultados do mecanismo de buscas a sua principal fonte de lucros, fica bem claro que sim. Senão, não pagaria esse dinheiro todo.

Por causa da retirada do Google Maps do iOS, um suposto acordo entre Apple e Microsoft foi especulado para estabelecer o Bing como buscador padrão do sistema operacional móvel da empresa. Porém, em curto prazo, esse acordo ainda não tem espaço para ser firmado. Levando em conta que a Apple recebe 3/4 dos lucros totais do Google, além do tal US$ 1 bilhão, o negócio para Tim Cook e sua turma é bem lucrativo.

Além de tudo isso, temos que adicionar que quando o Nexus 4 foi lançado, muito se falou sobre o seu baixo preço (US$ 299). Uma das ideias mais conclusivas é que o Google queria subsidiar um smartphone de linha alta, com o objetivo de rentabilizar os investimentos através do uso de seus serviços. Porém, isso também leva muitos a questionarem se, de fato, o Google foi tão bem sucedido como insinuam, por causa dos poucos smartphones que estavam disponíveis no mercado.

Via Gizmologia