O Google apresenta a sua proposta para competir com a iTunes Store da Apple. Ontem (16/11), eles disponibilizaram a versão final do Google Music, serviço de compra, venda, divulgação e compartilhamento de músicas.

Durante a conferência Google I/O, realizada em maio, a versão Beta do Google Music foi lançada. Agora, o recurso está finalizado para o grande público, e os internautas norte-americanos (por enquanto) poderão fazer o upload de até 20 mil músicas, de forma gratuita, podendo ouvir o seu acervo a partir de qualquer dispositivo Android, ou pelo computador.

Os artistas poderão vender músicas e álbuns completos via Android Market, podendo vendê-las nos valores de US$ 0,99 a US$ 1,29 cada música, ou US$ 9,49 pelo álbum completo. Para incluir uma música na Android Market, basta o artista ter os direitos garantidos sobre as músicas.

O serviço está ligado ao Google+, o que permite compartilhar as faixas armazenadas na rede social, permitindo que seus amigos ouçam as músicas de sua playlist pelo menos uma vez, de forma gratuita. Grandes gravadoras como Universal Music, Sony Music Entertainment e EMI disponibilizaram faixas de seus artistas no serviço, além de várias gravadoras independentes, como Merge Records, Warp Records, Matador Records, XL Recordings e Naxos. Mais de 13 milhões de músicas estão disponíveis nesse momento no Google Music.

Artistas como Rolling Stones, Coldplay, Busta Rhymes, Shakira, Pearl Jam, Dave Matthews Band e Tiësto fecharam parcerias com o Google, para oferecer conteúdo exclusivo ao Google Music. Abaixo, vídeo promocional do lançamento.

via AdNews