650_1000_google-glass-codigo

O Google Glass segue criando expectativas, mas também levantando dúvidas sobre os riscos para a privacidade, e não apenas dos seus usuários, mas também o restante das pessoas que podem tirar fotos ou gravar vídeos sem que outros fiquem sabendo. Para minimizar essas situações, a Google publicou uma lista daquilo que você pode fazer com o óculos, mas também do que você não deve fazer.

Basicamente, são recomendações entre as quais incluem aquelas que não tornam o usuário um imbecil com o Google Glass. Ou um “glasshole”. A Google é explícita nas suas recomendações, e explica que, antes de tudo, é necessário utilizar o Glass de forma educada.

Respeite as demais pessoas, e se alguém te perguntar sobre o Google Glass, não seja arrogante. Seja amável, e explique o que o Glass faz, e faça uma demonstração rápida, se possível. As mesmas regras se aplicam ao Glass sobre o uso de câmeras e smartphones em lugares onde estes não são permitidos. Se alguém pedir para você desligar o seu celular ou smartphone, desligue também o seu Google Glass.

Apesar da Google já ter publicado políticas para os desenvolvedores onde se levava em conta aspectos relacionados com a privacidade, esses requisitos não estavam orientados aos usuários. Com a nova medida, a gigante de Mountain View dá um bom passo para resolver eventuais problemas futuros, informando os usuários do Glass sore como utilizar o dispositivo de forma eticamente correta.

 

Via PC World, Google