android-l-preview

A segunda novidade da Google na Google I/O 2014 é o Android L, um dos principais anúncios do evento de hoje. Seu nome definitivo ainda não foi revelado, mas a apresentação deixou informações mais substanciais e interessantes.

Sabemos que ‘Android L’ é o nome de código da nova versão do sistema operacional móvel da Google para smartphones e tablets. Só o tempo vai dizer se a sua numeração será a 4.5 ou a 5.0. Mais importante que isso é que a nova versão já oferece muitas novidades, onde provavelmente a maior delas é a reformulação do design do sistema, que é a mais impactante feita até hoje, com exceção da transição do Gingerbread para a Ice Cream Sandwich.

Material Design

kobnufjpbjgoyufva4i8

Matías Duarte destacou durante o keynote que os diferentes elementos de uma interface estarão em vários níveis de profundidade. Algo que pode ser traduzido nas novas transições entre os menus e objetos na tela. Você poderá ver nesse post um vídeo onde é possível ver melhor as mudanças previstas nessa nova versão.

Além dessas animações (que segundo Duarte serão reproduzidas a 60 fotogramas por segundo), teremos uma interface mais plana e simples em relação ao que vimos no Andorid 4.4 KitKat. Todas essas mudanças ficam unificadas em diferentes telas: smartphones, tablets e computadores. Duarte anunciou que toda essa documentação estará disponível também para os desenvolvedores de aplicativos web.

Com esta nova versão do Android, veremos muitas modificações gráficas: os botões touch virtuais apresentarão gráficos mais simples, assim como os ícones e os aplicativos do sistema, que passam a ser mais simples para adaptação em diferentes telas.

As notificações também foram atualizadas. Agora, é possível vê-las diretamente na tela de desbloqueio, e acessar os diferentes aplicativos. Também teremos alertas flutuantes que cobrirão toda a tela. Um passo adiante e muito necessário, apesar de não ser algo completamente inédito.

650_1000_material-design-2

Outro elemento que também oferece mudanças interessantes está no gestor de aplicativos em segundo plano. Agora, veremos todos os apps em diferentes fichas. Além das diversas novidades que não são visíveis aos usuários, mas que oferecem muitas novidades aos desenvolvedores.

Desempenho, acima de tudo

bmxhs4tqqblv91lwk4de

A Google I/O tem um grande alcance midiático do setor de tecnologia. Porém, nunca podemos nos esquecer que esse é um evento para desenvolvedores. E a própria Google se encarrega de lembrar disso, apresentando novidades focadas no desenvolvimento.

Além de tudo o que foi citado sobre o design e o Material Design, a Google liberou a documentação da nova interface, para que os desenvolvedores já comecem a trabalhar com esse material, para criar novos aplicativos, ou para adaptar os apps já existentes para o novo estilo visual do Android L.

As novidades para os desenvolvedores se baseiam em três pilares. Por um lado, um melhor desempenho, algo que se traduz em uma mudança de runtime, ou o salto do Android para o ART, o que é uma mudança importante para o desempenho geral do Android L.

Para os gráficos, a Google anunciou que o Unreal Technology 4 será compatível com a nova versão do Android. Mais uma mudança importante, levando em conta a potência desse motor. Eles apresentaram uma pequena demonstração, e os resultados foram muito promissores para o desenvolvimento de jogos.

p2txzyfm2qlrjsuv6akf

Por fim, teremos o Project Volta, que tem como objetivo melhorar o desempenho da bateria. Por falta de novas tecnologias que evoluam esse componente, parece que a solução mais imediata passa mesmo por otimizar o software.

Além de oferecer uma maior autonomia, teremos um modo de economia de bateria padrão no sistema. Seu funcionamento será similar ao que já encontramos em dispositivos da Samsung ou da Sony: quando uma determinada porcentagem é alcançada, algumas funções serão desativadas para prolongar a vida útil da bateria.

Android L já disponível para os desenvolvedores

Se você é um desenvolvedor Android, saiba que o Android L está disponível para você a partir de hoje, com o download disponível em formato de developer preview para os modelos Nexus 5 e Nexus 7. Se este não é o seu caso, espere: a Google vai lançar a nova versão no outono norte-americano (terceiro trimestre de 2014).

nndwjohemud1jvxu9rn9