google-home

O Amazon Echo acaba de ganhar um concorrente. A Google anunciou o Google Home, que trabalha em conjunto com o também recém lançado Google Assistant, e promete ser a central multimídia para toda a sua casa.

O que a Google pretende com o Googel Home vai além disso. Podemos ter aqui uma centra de controle doméstica para toda a família, permitindo a sincronização do nosso smartphone com os dispositivos inteligentes que temos. O dispositivo pode reproduzir nossas músicas, controlando nossos gadgets, e colocar todos eles para ‘conversar’ entre eles.

O vídeo de apresentação do dispositivo mostra uma família interagindo com esse alto-falante, fazendo uso da sincronização que ele oferece, e das funcionalidades do Google Assistant. Seu design é bem simples, em um cilindro com base semiesférica, com várias combinações de cores. A parte superior contará com LEDs que indicam as atividades gerais do dispositivo.

google-home-02

Não sabemos qual é a potência de áudio nem o alcance do seu microfone. Algo a ser levado em consideração é que este não é um dispositivo sem fio, exigindo o funcionamento com uma fonte de alimentação (como é com o Chromecast). A potência seria suficiente para garantir uma boa audição em toda a casa, com uma boa compensação nos graves, mas sem determinar qual é o tamanho da casa em questão.

A ideia é ter vários alto-falantes na casa como um sistema multi-dispositivo, sincronizando com o Chromecast. O Google Home é compatível com os aplicativos da Google e de terceiros (como Spotify), mas só é possível sincronizar uma conta Google por enquanto. O suporte multicontas viria em um momento posterior.

Por enquanto, a interação com bots e dispositivos ainda é limitada, mas bem sabemos que a Google deve trabalhar para colocar o Google Home em uma condição de interação completa, com funções superiores ao que o Amazon Echo oferece. O que foi mostrado na Google I/O 2016 foram perguntas típicas do buscador, assim como comandos para ver vídeos em outros dispositivos ou iniciar a reprodução musical. Também foi revelado que o produto pode trabalhar com mais dispositivos, como lâmpadas ou termostatos inteligentes.

google-home-03

Sobre a compatibilidade com terceiros, a Google prefere por enquanto não disponibilizar a API (tanto do assistente como do dispositivo). Porém, a empresa se mostra confiante de que isso não será um problema, já que eles se concentram na melhoria do produto e na interação, onde o Google Home será um intermediário entre a linguagem humana e os bots que a interpreta para atuar.

O Google Home deve estar disponível no final de 2016. Seu preço ou países que receberá o dispositivo não foram revelados. Isso vai depender dos idiomas e regiões que o Google Assistant estará disponível.

Via Google Home