650_1000_projecttangoblack

O Project Tango é um projeto do departamento ATAP (Advanced Tech and Projects) da Google, que pode ter diversas finalidades, mas não se esperava que o pessoal de Mountain View tivesse tanta pressa para buscar parceiros visando a sua estreia no mercado o mais depressa possível. No começo, a ideia era oferecer um smartphone com capacidades para criar mapas 3D, utilizando câmeras, sensores e softwares especiais gerenciados pelo Android. Mas logo o projeto cresceu para o formato de tablet.

Para fazer com que o produto seja viável, a Google precisa de ajuda de algum parceiro que se encarregue do processo de fabricação do mesmo. Aescolhida para essa missão foi a LG, empresa que fabricou os últimos modelos da linha Nexus, com grande sucesso e satisfação para as duas partes (apesar de nem tudo ser tão feliz e próspero para a dupla no começo).

A LG terá produtos do “Project Tango” já no começo de 2015, e como era de se esperar, será no formato tablet. Não há detalhes sobre o dispositivo, mas o vídeo abaixo preparado pela Google para a I/0 2014 já oferece uma boa ideia do que vem por aí.

A Google anunciou que está trabalhando com os motores gráficos da Unity e Unreal Game no Project Tango. Além disso, a Qualcomm também está envolvida no desenvolvimento do produto.

Por enquanto, só temos como referência o equipamento de desenvolvimento, que tem preço sugerido de US$ 1.024. O modelo foi concebido com o pessoal da NVIDIA, utilizando o seu Tegra K1 de 64 bits. Também podemos destacar o uso de uma tela de 7 polegadas, ou da presença de 4 GB de RAM, ou dos 128 GB de memória interna.

Apesar da Google se vangloriar por seguir adiante com tal iniciativa – e de forma tão chamativa, se rodeando de nomes como LG e NVIDIA -, grande parte da tecnologia que existe por trás do projeto é conhecida como Mantis Vision MV4D, e foi desenvolvida por uma empresa israelense, que criou o sistema por completo: câmeras, sensores e software.

Sobre a ATAP, comenta-se que a equipe responsável pelo projeto está na Califórnia. Vale lembrar que, quando a Google vendeu a Motorola para a Lenovo, a ATAP é uma das coisas que eles quiseram manter. E como podemos comprovar, eles já estão dando bastante trabalho para essa divisão.

Via Project Tango