Nem todos os lançamentos precisam do seu próprio evento para receber destaque. Um ótimo exemplo do que eu estou falando é o anúncio do novo Chromebook ARM, produto da Samsung em parceria com o Google. O dispositivo é baseado em um processador Exynos 5 Dual 5250 da fabricante sul-coreana (que assume o lugar do tradicional processador Intel de baixo consumo) para evitar o uso de ventiladores e oferecer ao mesmo tempo um desempenho aceitável.

Dito isso, esse novo processador promete ser um dos responsáveis para que o portátil atinga uma autonomia de bateria de mais de 6.5 horas de uso (isso, na teoria), além de oferecer o desempenho adequado para reproduzir vídeos a 1080p, o que é considerado mais que o suficiente para as necessidades mais essenciais dos geeks itinerantes, ou até mesmo dos usuários mais básicos, que usam o computador para navegar na internet, fazer algum trabalho rápido com o Google Docs e jogar Angry Birds com sua tela de 11.6 polegadas (1366 x 768).

As demais especificações do produto são: 2 GB de RAM, 16 GB de armazenamento interno (lembrando que esse é um ultrabook que vai trabalhar com aplicativos online), uma porta HDMI, Bluetooth e WiFi a/b/g/n, com o adicional de contar com 100 GB de espaço no Google Drive por dois anos. Na prática, para os usuários mais exigentes, ele não chega a competir com um utrabook autêntico, mas acredito que esse não é o propósito principal do Google com esse produto. O objetivo deles é conquistar o mercado escolar.

Não sabemos se haverá algum plano de desconto para a instituição que decidir comprar várias unidades do produto, mas sabemos que esse portátil com apenas 2 cm de espessura estará disponível na Play Store dos Estados Unidos em breve, por um preço sugerido de US$ 249. Abaixo, veja o vídeo promocional do produto.

Via Google, Google