650_1000_dll88_still_closed_1_150210c_0

A Mattel e a Google uniram forças para apresentar na World Toy Fair em Nova York (EUA) o relançamento do View-Master. Para quem não sabe do que estou falando, ele era um visor de imagens estereoscópico, que agora é alimentado pela tecnologia do Google Cardboard VR.

Ou seja, saem os discos com imagens e entra a realidade virtual, trabalhando com um aplicativo desenvolvido especialmente para o produto.

O novo View-Master mantém a sua estética e formato, inclusive permanecendo com os discos como fonte das imagens. Ao longo de 76 anos de vida, eles venderam mais de 1.5 bilhão de discos de conteúdo, e mais de 100 milhões de unidades do View-Master.

650_1000_vm_heroshot_0

Mas diferente dos modelos originais, os discos não são inseridos dentro do visor. É necessário um smartphone Android que fará as vezes da tela do novo View-Master, e é o aplicativo que vai gerar os conteúdos a partir dos novos discos – ou discos de experiência -. Provavelmente será possível obter outros conteúdos por outras fontes.

Agora, temos uma experiência de 360 graus, onde um simples mover da cabeça é capaz de mudar o plano de visão. Entre as experiências visuais disponíveis, temos uma visita na prisão de Alcatraz, a lua, dinossauros, um navegador espacial, ou a ponte de San Francisco.

Não foram comentados quais são os smartphones compatíveis, mas o material promocional mostra um Nexus 5. Logo, supõe-se que o produto é compatível para trabalhar com modelos com telas de 5 polegadas ou similares.

Como o Cardboard não é um dispositivo caro (por ser de papelão), o novo View-Master custa apenas US$ 30. Chega ao mercado em outubro. Os discos com quatro experiências custam US$ 15.

 

Via View-Master