108198322

O nome George Hotz, ou GeoHot te soa familiar? Sim, o hacker processado pela Sony por violar a segurança do PlayStation 3 e a PSN. Pois bem, ele agora faz parte do Project Zero, um grupo e hackers de elite da Google, que tem com objetivo descobrir bugs e todo o tipo de falhas de segurança.

Hotz é apenas um dos mais de 10 hackers do Project Zero, que inclui ainda reconhecidos pesquisadores de segurança, como Tavis Ormandy e Ben Hawkes. O projeto já descobriu falhas no iOS, OS X e Safari, busca vulnerabilidades em todos os tipos de software, e não apenas da Google. A ideia é encontrar e corrigir falhas de forma rápida e responsável, trabalhando em conjunto com as diversas desenvolvedoras de software. Se uma empresa não responde ao alerta dos pesquisadores em um prazo entre 60 a 90 dias, a informação é publicada abertamente, para que os próprios usuários possam se proteger.

Chris Evans, engenheiro de segurança da Google, é o responsável pela equipe de hackers do Project Zero. Ele afirmou que eles ainda estão contratando pessoas com o talento responsável para fazer parte do grupo, e garante que, com tal iniciativa, eles vão “aumentar a confiança dos usuários de internet em geral”, porque “as pessoas merecem usar a internet sem o receio que as vulnerabilidades existentes violem a sua privacidade com um simples acesso à um determinado site”.

Via Wired, Google Online Security