google

Não podemos dizer que esse é o tipo de anúncio que o mundo estava esperando. A Google tornou público o Project Tango, um protótipo de smartphone Android com sensores 3D no estilo do Kinect, que visa explorar novas capacidades de digitalização em três dimensões para que os smartphones do futuro não só sejam inteligentes, mas que também saibam melhor onde nos encontramos.

Contando com um processador de imagem Myriad 1 desenvolvido pela Movidius (sócia da Google), o Project Tango promete capturar objetos e cenários com um consumo mínimo de recursos, podendo ser a base para novos aplicativos de realidade aumentada, e até a criação de mapas tridimensionais do que está ao nosso redor.

O Project Tango foi possível graças a colaboração de algumas mentes privilegiadas. Seu desenvolvimento foi feito pela divisão de Tecnologia e Projetos Avançados da Google (ATAP), que antes era parte da Motorola e agora se transformou nesse segmento da empresa de Mountain View. Em resumo: os gênios que a Google não quis mandar embora depois da venda da Motorola.

A direção da ATAP fica por conta de Johnny Lee, que fez parte da equipe do desenvolvimento do Kinect, e agora, é chefe desse departamento da Google. O próprio Lee informa que o Project Tango “tenta oferecer aos dispositivos móveis uma capacidade de compreensão de espaço e movimento similar à humana (…) tornando possível novos e melhorados tipos de experiências de usuário”.

Mas… o que isso quer dizer na prática?

Alguns exemplos do que pode estar por vir: desenvolvimento de sistemas de navegação para interiores, novos tipos de videogames onde a posição do usuário e as características do ambiente determinam os mecanismos interativos do jogo em questão, entre outras possibilidades.

A ATAP, até o presente momento, não havia apresentado nenhum protótipo de hardware, trabalhando até agora em segredo, e longe dos olhares de todos. Com o anúncio de hoje, podemos presumir que o Project Tango será uma das possíveis estrelas da próxima Google I/O 2014. A seguir, um vídeo de demonstração do conceito.

 

Via TechCrunch (1)
Via TechCrunch (2)