google-andromeda

Google Andromeda é o nome interno do projeto que deve fundir os sistemas operacionais Android e Chrome OS. O sistema deve ser anunciado no evento que a Google agendou para o dia 4 de outubro.

Nesse evento, também serão apresentados os novos smartphones Pixel, o esperado Chromecast com suporte 4K, novos smartwatches, o dispositivo de realidade virtual Daydream e o alto-falante inteligente Google Home.

A apresentação do Google Andromeda seria o grande “One More Thing” do evento. Os rumores da fusão do Android e Chrome OS existem há anos, e não são poucos que afirmam que essa fusão era uma questão de tempo.

No passado, a Google deu pistas disso. Uma delas foi a nomeação do vice-presidente de engenharia do Android, Hiroshi Lockheimer, como responsável pelo desenvolvimento do Chrome OS.

O próprio Lockheimer publicou em sua conta no Twitter uma referência que não é explícita, mas que indica algo novo. Lembrou que a primeira versão do Android foi anunciada em um dia 4 de outubro, há 8 anos:

 

chrome_android_2

 

O anúncio da simplificação do processo de conversão dos aplicativos Android para o Chrome OS no projeto App Runtime for Chrome foi outro sinal da fusão. Isso resultou na chegada da Google Play Store no Chrome OS, com milhões de aplicativos Android disponíveis no sistema operacional na nuvem.

 

Por que o Google Andromeda já é importante?

 

google-pixel-chrome-os

 

A fusão simplifica o trabalho dos desenvolvedores e também da própria Google, por simplificar a estratégia de marketing, aproveitando o sucesso do Android no setor móvel para aumentar a cota de mercado nos desktops.

A tendência de unificação de plataformas é vista no Windows 10, no Ubuntu e na maior integração do macOS com o iOS. O objetivo é sempre obter a capacidade de rodar o mesmo aplicativo em qualquer dispositivo.

O Google Andromeda aponta para isso, e seria a grande novidade do evento do dia 4 de outubro.