Google Accelerated Mobile Pages

A Google apresentou hoje (07) o seu projeto Accelerated Mobile Pages (AMP), iniciativa que tem como objetiov fazer com que os conteúdos web de qualquer tipo de publicação online carregue mais rápido em nossos dispositivos móveis.

O projeto se baseia no AMP HTML, novo formato aberto com licença Apache, cujo código está disponível no GitHub, onde os interessados podem integrar em seus sistemas de gestão de conteúdos. O trabalho conta com parceria de gigantes do mercado, permitindo que todos os conteúdos possam ser oferecidos em um gigantesco cache aberto que a Google vai oferecer para todos os usuários dessa tecnologia.

A Google quer que “as páginas web com grande quantidade de conteúdo – como vídeos, animações, gráficos e anúncios – carreguem instantaneamente, e que o mesmo código funcione em várias plataformas e dispositivos”. Os navegadores padrão do Android e iOS serão compatíveis com o AMP, mas não fica claro se outros navegadores para essas plataformas contarão com essa compatibilidade.

Notícias  em AMP

Para o lançamento, vários serviços e publicações trabalharam com a Google para mostrar o potencial da tecnologia: El País, BuzzFeed, Mashable, Time, The New York Times, The Washington Post e o The Wall Street Journal são alguns deles. Outros parceiros como Twitter, Pinterest, WordPress, ChartBeat, Parse.ly e LinkedIn também participam no lançamento.

O AMP também está integrado em vários dos serviços do Google, mas não há datas concretas para as novas versões dos serviços chegarem ao mercado. A Google afirma que, ao longo de 2016, os usuários vão observar como muitos de seus serviços e sites se beneficiarão dessas melhorias.

Via AMP Project, Google Brasil