Pois é, amigos… agora, estão desenvolvendo tecnologias, para que você possa utilizar controles de videogames que sejam termoelétricos, para games com controle de temperatura.

Um protótipo exibido na feira Siggraph mostra um simples bloco de plástico cinza com botões, e foi desenvolvido por pesquisadores da Universidade Metropolitana de Tokio, em colaboração com o Instituto Nacional de Educação para Pessoas com Necessidades Especiais do Japão. Sua técnica, baseada no efeito Peltier, permite aumentar ou diminuir a temperatura do controle “em menos de 10 graus” em cinco segundos, que é muito mais do que você percebe quando a temperatura muda. As mãos, por exemplo, percebem a variação em um segundo quando se trata de frio, e 2,5 segundos se falamos de calor.

Com isso, suas possibilidades são imensas no que se refere em uma melhor imersão nos jogos, como se pode imaginar, aliado ao sistema de vibrações e explosões na tela. Pense em pequenos fagulhas nas suas mãos. É mais ou menos isso. A pergunta é: será que algum fabricante vai adotar o sistema? Pois, ao que tudo indica, todo mundo vai querer os controles de movimento.

Fonte