Galaxy S8

 

Muitos torceram o nariz para o posicionamento do leitor de digitais do Samsung Galaxy S8, que ficou na parte traseira do dispositivo, ao lado do sensor de câmera. De fato, não é o melhor lugar para esse sensor ficar, e agora temos uma explicação para isso acontecer.

A Samsung teria optado por esse posicionamento porque não tinha tempo para executar o plano original, que era integrar esse leitor de digitais na tela do dispositivo. Não houve tempo suficiente para desenvolver essa tecnologia.

O leitor de digitais é fundamental para qualquer novo smartphone que chega ao mercado, e implementá-lo na parte traseira não é algo comum nos dispositivos da Samsung. A tela do Galaxy S8 ocupa quase que toda a parte frontal, e o plano inicial era usar a tecnologia da Synaptics para integrar esse sensor abaixo da tela.

Nem Samsung, nem Synaptics devem se pronunciar sobre o tema. Pode até ser que o futuro Galaxy S9 integre tal tecnologia, ou que o recurso seja testado em algum futuro smartphone. Mas é uma pena não ver a funcionalidade no top de linha que será apresentado no final do mês.

Fica o registro: a pressa é inimiga da perfeição. Será que a Samsung aprendeu essa lição deixada pelo Galaxy Note 7?

 

Via The Investor