E apareceram as primeiras informações sobre o Galaxy Note 8, futuro smartphone top de linha da Samsung. E esses detalhes assustam. Negativamente.

O modelo pode se transformar no smartphone mais caro que a Samsung lançou até agora. Várias fontes afirmam que o modelo teria um preço base de US$ 999 na sua configuração base (com 64 GB de armazenamento).

Pode até soar descabido, mas tem muito sentido e é bem crível, levando em consideração o preço do Galaxy S8+ (entre US$ 909 e US$ 929, dependendo do minorista), e como bem sabemos, a linha Galaxy Note sempre é um pouco mais cara.

 

 

É um preço muito elevado? Se justifica?

 

É claro que é um smartphone muito caro, mas essa faixa de preço foi alcançada pelo iPhone 7 Plus na sua configuração máxima. Logo, não é nenhuma novidade.

Por outro lado, a Samsung poderia despertar um maior interesse no setor profissional. O valor agregado do lápis ótico e o software dedicado da Samsung apontam para essa teoria.

No seu hardware, com certeza o Galaxy Note 8 será superior ao Galaxy S8+, mas mantendo as linhas de design, de modo que o aumento de preço está justificado de forma direta.

O Galaxy Note 8 deve ser anunciado no final de agosto ou começo de setembro, e pode contar com uma tela Infinity SuperAMOLED de 6.4 polegadas, processador Snapdragon 836/Exynos 8895, 6 GB de RAM, 64 GB de armazenamento tipo USF 2.1 (expansível), câmera traseira dupla de 12 MP, câmera frontal de 8 MP, recarga sem fio e Android 7.1 Nougat com TouchWiz e Bixby.

 

Dica: Samsung Samsung Galaxy S8+ Preto, por R$ 3.431 no boleto.

 

Via VentureBeat