Começamos o post de hoje nervosos! Esse aí acima é o rifle para games Delta Six, que deve fazer a alegria dos fãs de jogos no estilo FPS. O produto conta com um acelerômetro e outros sensores integrados, para que você tenha o completo controle do personagem durante o jogo.

O nível de realismo é tão grande, que o produto inclui um sensor de pressão, de modo que, quando aproximamos o periférico do rosto, ele automaticamente aciona a mira da arma. Sem data de lançamento anunciada, o seu preço é de US$ 89. (Engadget)


A Logitech segue com sua tradição de oferecer ao mercado boas opções de webcams, e o próximo modelo segue essa regra. Mas dessa vez, eles pensaram nos usuários de computadores Mac. A Wireless Webcam for Mac foi vista no site da B&H, e não tem muitos detalhes revelados. Do pouco que sabemos, podemos dizer que ela conta com recurso de gravação de vídeos a 1080p, e que poderá ser comprada em breve na Amazon, pelo preço de US$ 180. (Zatz Not Funny)

A seguir, temos mais um dock de som para iPhone e iPod. Na verdade, é um velho conhecido nosso, pois o iNUKE BOOM foi considerado “o maior e mais ridículo dock para iPhone já criado”. Muito bem, dessa vez eles lançaram uma versão menor do produto, mais leve, menos potente e um pouco mais barata: US$ 179,99 (SlashGear)

E, diferente do produto que você acabou de ver, a Bowers & Wilkins aposta em um produto mais fino, compacto, com linhas elegantes e visual atraente. A barra de som Panorama foi atualizada, e a sua versão “2” conta com novo alto-falantes e uma melhora nas suas configurações acústicas em relação ao modelo predecessor. Além disso, conta com um sistema de ativação por sensor de proximidade e um bom punhado de portas, incluindo três conectores HDMI de entrada e um de saída. O problema desse modelo está no seu preço: aproximadamente 2 mil euros. (Bowers & Wilkins)

Por fim, temos essa “tartaruga-robô”, que foi criada pela ETH Zurich. Esse grupo de empreendedores suíços está trabalhando no desenvolvimento desse robô em forma de tartaruga, que deve navegar de forma eficiente e autônoma nos mares, com uma estrutura feita de alumínio com diversas aletas que permitem a navegação. O robô é capaz de navegar a uma velocidade de 7 nós (mais rápido que as tartarugas reais), e conta com espaço suficinete para abrigar uma bateria e uma série de sensores que permitem o seu funcionamento independente. O objetivo final do projeto é criar veículos autônomos que naveguem debaixo d’água. (IEEE Spectrum)