Pelo menos 50 mil trabalhadores do setor de hotelaria de Las Vegas se sentem ameaçados, uma vez que os hotéis locais estão substituindo os humanos por robôs.

Recepcionistas, camareiros, cozinheiros e outros funcionários de hotéis e cassinos de Las Vegas procuraram os sindicatos e iniciaram um protesto contra a robotização do trabalho.

Um exemplo do que eles querem evitar está no Tipsy Robot, um bar em Las Vegas onde os clientes escolhem seus coquetéis personalizados, que são preparados por um braço robótico. O pedido é feito por um tablet.

Os robôs substituem os humanos por conta dos seus custos inferiores. É uma história antiga, que já figurou os setores de agricultura, transportes, metalurgia, indústria automotiva e outras.

Em Las Vegas, era comum ver em cassinos mulheres que oferecessem a troca de dinheiro por fichas quando necessário. Isso se tornou obsoleto quando instalaram máquinas que fazem o mesmo. Hoje, 62,5% dos trabalhadores de Las Vegas considerados potencialmente substituíveis perderão seus empregos para robôs em um prazo entre 10 e 20 anos.

O sindicato dos trabalhadores garantem que alguns dos grandes hotéis e cassinos de Las Vegas já estão prontos para iniciar tal substituição.

A última greve hoteleira em Las Vegas aconteceu em 1984 e durou 67 dias. Se isso acontecer agora, o prejuízo pode ser de US$ 200 milhões apenas para o grupo MGM Resorts.

 

 

 

Via The Guardian