O segmento do ultrabook deixou de ser uma simples tendência para se transformar um nicho de mercado por direito próprio. Talvez ele não seja um produto com objetivos bem definidos como a gente gostaria, mas isso não muda o fato que ele hoje é uma realidade. A maioria desses portáteis tenta preencher o espaço existente entre os tablets e os laptops, e fabricantes como a Fujitsu tenta seduzir os usuários empresariais, que estão cansados (como todos os outros) de carregar um laptop de grande peso e volume para todos os lugares. E o último lançamento do fabricante japonês é a prova disso: o U772.

Protegido por uma carcaça de magnésio, este ultrabook de 14 polegadas se apresenta como um modelo empresaria de linha alta, com as dimensões de um ultrabook voltado para os usuários tradicionais (15,6 mm de espessura e 1.4 kg de peso).

Dependendo da configuração, o portátil pode oferecer um processador Ivy Bridge i5 (1.7 e 1.8 GHz) ou i7 (2.0 GHz), até 8 GB de RAM e um longo repertório de possibilidades de armazenamento (de 128 GB SSD até 500 GB de HD, com múltiplas opções intermediárias), que se somam à suas duas portas USB 3.0 (uma delas com função de recarga Anytime), uma porta USB 2.0, o leitor de cartões SD, o conector Ethernet (de perfil reduzido; a Fujitsu não integrou uma porta adaptável) e uma porta de conexão para um dock replicador de portas, que segundo a Fujitsu é uma das opções mais solicitadas pelos clientes corporativos.

Sua tela possui uma resolução de 1366 x 768, com um acabamento mate, o que não impede ângulos de visão especialmente abertos. O seu design com tela extrafina ajuda a reduzir as dimensões do equipamento. Sua autonomia de bateria prometida é de até 10 horas de uso, e suas opções de conexão sem fio podem ser desativadas, o que é algo muito positivo, considerando o seu processador e o tamanho de sua tela. O Fujitsu Lifebook U772 integra duas antenas WiFi, dois conectores 3G (4G LTE de forma opcional) e Bluetooth 4.0.

Levando em conta as suas características, não é de se admirar que a Fujitsu quer situar o U772 não só como um dos primeiros ultrabooks especialmente desenvolvidos para as empresas, mas também sendo diretamente orientado para a clientela executiva. Seu preço é uma prova disso: 1.600 euros, e sua previsão de lançamento é para o mês de julho.