FordMustang-1965

A Ford está comemorando 80 anos do seu Estúdio de Design, departamento criado em 1935 por Edsel Ford para desenvolver o estilo e funcionalidade dos veículos da marca. A criação da área é um dos marcos da história de mais de 100 anos da Ford, que pode ser contada pela evolução do design automotivo.

 

Além de desenvolver novos recursos e tecnologias que tornaram os veículos mais seguros, eficientes e confortáveis, nas pranchetas do Estúdio de Design da Ford nasceram verdadeiros ícones de estilo, como o Ford 49, o Thunderbird, o Mustang e o Ford GT. A área também atraiu designers de outros setores, contribuindo para ampliar a convergência de tendências na indústria.

 

Uma comparação radical dessa evolução pode ser vista quando se colocam lado a lado o pioneiro Modelo T e o novo Ford GT, com motor EcoBoost e carroceria em fibra de carbono. Vários exemplos de inovações criadas nos Estúdios de Design da Ford continuam presentes nos carros de hoje, como os cintos de segurança, materiais alternativos e a pintura perolizada. Há também curiosidades, como o sistema de navegação que pode ser considerado o avô do atual GPS e o teto retrátil elétrico. Confira algumas dessas inovações:

 

Carro de Soja (1941)

Henry Ford uniu sua experiência em agricultura com o seu amor ao negócio automotivo quando ele criou o Soybean Car. Em resposta à escassez de metal na época, ele desenvolveu um novo carro de plástico feito de soja, linhaça e outros materiais naturais. Para provar a resistência do produto, ele próprio fez uma demonstração batendo na carroceria com uma marreta. Além disso, o carro era quase 500 kg mais leve que os modelos tradicionais de aço.

 

Pintura perolizada (1955)

Os veículos Ford ganharam um brilho novo em 1955, quando a empresa revestiu o carro-conceito Futura com tinta perolizada. A montadora foi uma das primeiras a apresentar a nova técnica, que consistia em adicionar pérolas trituradas à tinta.

 

Cintos de segurança (1956)

Os primeiros cintos de segurança foram lançados junto com o Sistema Lifeguard, desenvolvido pela Ford para proteção dos ocupantes dos veículos. Composto de cinco itens, o sistema incluía ainda trincos de segurança nas portas, painel de instrumentos acolchoado, quebra-sóis e volante com sistema de absorção de energia em impactos.

 

Teto rígido retrátil (1957)

Tetos rígidos conversíveis não eram novidades na época, mas precisavam ser removidos e guardados fora do veículo. A Ford projetou um teto rígido que era rebatido automaticamente em apenas 40 segundos e guardado no porta-malas.

 

O precursor do GPS (1964)

A Ford deu o pontapé inicial para o desenvovimento de sistemas de navegação, quase 30 anos antes da produção dos primeiros GPS para automóveis. A novidade foi apresentada com o carro-conceito Aurora, na forma um mapa que se ajustava automaticamente à localização do veículo.

 

Teto solar elétrico (1971)

A Ford modernizou o seu teto solar, transformando o recurso manual em elétrico. O teto solar elétrico significou luz solar e ventilação extra ao toque de um botão.

 

Entrada de sem chave (1980)

A Ford introduziu o sistema de acesso sem chave, que consistia em um teclado de cinco botões na porta do motorista para abertura por senha. Mais uma tecnologia que foi aprimorada e pode ser vista no atual Fusion, embutida na coluna.

 

Suportes para copos (1984)

A necessidade de um suporte para copos teve origem na década de 1950, com a popularização dos restaurantes e cinemas drive-in nos Estados Unidos. Quase 30 anos depois, a Ford incorporou o primeiro porta-copos no Bronco 1984, e o recurso tem sido essencial ao projeto de um carro desde então.

 

Soft-touch de pintura de interiores (1993)

Com o intuito de manter a aparência original de um carro novo, os designers da Ford desenvolveram a pintura interior soft-touch. A nova pintura foi aplicada em um console central do veículo e em botões de rádio para ajudar suas características a suportarem até 10.000 escoriações de unhas e chaves.

 

Sistema SYNC (2007)

O sistema de conectividade e entretenimento Ford SYNC estreou em 2007 no Salão de Detroit. Ele permite ao motorista fazer e receber chamadas do celular, selecionar músicas e outras funções por comandos de voz. Hoje na terceira geração, já equipa mais de 12 milhões de veículos no mundo.

 

Tecnologia Easy Fuel (2007)

Com a sua tecnologia de enchimento de combustível sem tampa, o Easy Fuel®, a Ford simplificou o processo de abastecimento do veículo. A ausência da tampa de gasolina permite recargas rápidas, e a mola de enchimento de combustível fecha em cima do bico que está sendo removido, evitando que os vapores de combustível escapem para a atmosfera.

Via assessoria de imprensa