A Ford entra para a história da Campus Party Brasil, por ser a primeira montadora a marcar presença efetiva no evento. Não apenas para apresentar seus carros, mas também para contribuir efetivamente com o evento, trazendo especialistas e profissionais para falar sobre as tecnologias empregadas no desenvolvimento dos seus veículos.

Abordando temas como design e desenvolvimento automotivo, a Ford ofereceu aos campuseiros a oportunidade de traçar um paralelo entre a tecnologia utilizada pelos internautas, programadores e curiosos de plantão para criar soluções para suas especialidades, com a mesma filosofia utilizada pela Ford para oferecer veículos com uma maior dose de tecnologia. Desde a aerodinâmica empregada para os diferentes modelos desenvolvidos no Brasil e no exterior, até as pequenas soluções para um maior conforto e melhor dirigibilidade do motorista, passando até por uma análise do som dos diferentes motores.

Deixando de lado o fato dos dois belíssimos carros apresentados na Campus Party, a Ford proporcionou nesse ano algo que eu acho ótimo no mundo da tecnologia: uma espécie de “crossover” entre categorias de tecnologia de consumo que são completamente diferentes, mas que se convergem de forma que alguns conceitos e filosofias podem inspirar outros profissionais na busca de novas funcionalidades em suas respectivas áreas. É como se você olhasse para algo e tivesse o insight de desenvolver uma solução para o seu projeto, baseado em uma característica detectada em uma tecnologia já presente.