flowmachines

O FlowMachines é um projeto desenvolvido pelos laboratórios de pesquisa da Sony CSL, onde pela primeira vez um sistema de inteligência artificial compõe uma canção inteira. Ou nesse caso, duas.

O sistema foi alimentado com mais de 13 mil melodias de diversos estilos musicais, compositores e canções, principalmente de jazz, pop, música brasileira e obras da Broadway.

Com isso, basta pedir que o FlowMachines compõe uma música inteira, buscando em sua base de dados tudo o que precisa, inclusive letras extraídas de fragmentos de frases das músicas que ele aprendeu.

 

Sozinho, mas nem tanto

O sistema ainda não é capaz de trabalhar por si. Se apóia em um compositor humano que produz a canção, selecionando o estilo e gênero, além de escrever a letra. Com esses dados, o FlowMachines busca em sua base de dados para compor a música em minutos.

A primeira música se chama “Daddy’s Car”, e o resultado do pedido em compor algo pop baseado em The Beatles.

A segunda música se chama “Mr. Shadow”, e o pedido foi em algo baseado no estilo dos compositores norte-americanos, pegando fragmentos de canções e melodias de Cole Porter, Gershwin, Duke Elligton e outros.

O processo de composição ainda exige muito do que se apresenta hoje em um estúdio de gravação, já que nesse caso o compositor humano Benoît Carré selecionou o estilo e uma melodia base com a ferramenta FlowComposer.

Depois disso, ele usou a ferramenta Rechord para igualar alguns pedaços de áudio gerados pelo sistema com outras melodias, com o objetivo de finalizar a produção e realizar a mixagem final.

As duas canções farão parte de um álbum que será lançado em 2017, que será o primeiro composto por um sistema de inteligência artificial para sua comercialização.

As duas músicas você pode conferir a seguir.

 

 

Via FlowMachines