Até pouco tempo atrás se pensava que o Firefox poderia começar a ter problemas por causa da proximidade do fim do acordo feito com o Google. O grande problema é que a maioria dos investimentos da Fundação Mozilla (diziam que era mais de 90%) vinham do Google, e sem um acordo, o futuro de um dos navegadores de internet mais populares do mercado era incerto.

Pois bem, a Mozilla anunciou que eles conseguiram chegar a um novo acordo com a gigante da internet, que vai durar por mais três anos adicionais. Informam ainda que o acordo é “significativo, e de benefício mútuo”, o que nos leva a crer que isso deve gerar dinheiro suficiente para seguir desenvolvendo o Firefox com muita tranquilidade financeira.

Agora, se o Chrome e o Firefox continuam com o apoio de uma das empresas mais lucrativas da história, quem tem que se preocupar são os fabricantes dos demais navegadores.

Via All Things D